• selecao

#TáTendoCopa Veja o que jornalistas, artistas visuais e fotógrafos estão produzindo sobre os jogos

Ela está na boca de todo o mundo – e os analistas de dados, jornalistas, fotógrafos e profissionais envolvidos com big data se regozijam.

No mundo virtual, a Copa já é o evento mais falado da história do Facebook: foram mais de um bilhão de likes, comentários, compartilhamentos e interações em geral feitas sobre o campeonato. A equipe de dados da rede social está dedicada a analisar cada bite sobre o torneio e publica diariamente as principais estatísticas das interações em seu perfil oficial de esportes.

No Twitter, o perfil oficial @twitterdata está postando dados diários sobre as menções relativas aos jogos da Copa, contabilizando as menções aos times em campo durante a partida.

Uma bela visualização dos tweets combina a geolocalização com as hashtags de cada país e mostra como cada local do mundo reagiu aos lances mais emocionantes, em parceria com a plataforma CartoDB.com. Dá para ver os torcedores “gritando” a cada gol ou lance perigoso. Observe como foi a emoção durante os pênaltis da partida do Brasil contra o Chile.

Não conseguiu ir ver os jogos de perto? O time de fotógrafos da Getty Images está montando visualizações de 360º dos estádios da Copa em vários pontos de vista: de dentro do gramado, dos vestiários, o lado externo dos estádios. Navegue pelas fotografias e sinta-se no olho do furacão. Até quem conseguiu ingressos ficará impressionado.

E como prever quem irá ganhar a copa? O site FiveThirtyEight, agregador de enquetes que abrange política, economia, ciência e esportes, criou um infográfico interativo que calcula as chances de cada um dos países levar a taça.
As previsões são baseadas no SPI (Soccer Power Index – Índice do Poder do Futebol), algoritmo criado pelo site em conjunto com a ESPN para a Copa de 2010. O índice leva em conta o histórico de desempenho de cada um dos times nacionais, assim como a performance de cada um dos jogadores de todos os times. No início do torneio deste ano, o Brasil tinha a maior chance de vencer, com 45%, seguido por Argentina (13%), Alemanha (11%) e Espanha (8%). Os cálculos continuam sendo atualizados a cada fim de partida. Brasil se mantém como favorito – até agora. Será que vai?

Faça seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>