• stalking

Por que stalkeamos pessoas na internet?

Estudo de universidade americana procura entender por que nós fuçamos as redes sociais para descobrir mais sobre outras pessoas – em especial namorados ou possíveis relações amorosas.

Entitulado “Redes sociais em relações românticas: apego, incertezas e monitoramento de parceiros no Facebook”, o estudo foi conduzido por Jesse Fox e Kate Warber, dos departamentos de comunicação da Ohio State University e Wittenberg University, ambas baseadas em cidades do estado de Ohio, nos EUA. A pesquisa foi conduzida com 328 estudantes, entre homens e mulheres de 18 a 48 anos, a maioria deles brancos e heterossexuais, vale dizer, com o objetivo de conectar o estilo de apego de uma pessoa (como ele ou ela se conecta com os outros na “vida real”) com a vigilância eletrônica interpessoal (chamada de IES, ou o ato de stalkear alguém). Ou seja: as pesquisadoras queriam saber se as pessoas mais carentes e ansiosas são as que mais futricam as redes sociais de seus parceiros.

As pesquisadoras descobriram que estudantes com perfis de relacionamento mais “preocupados” e “temerosos” (ou seja: mais carentes) olham mais o facebook dos parceiros do que os outros tipos de perfil. Surpreendentemente, porém, a incerteza quanto ao relacionamento (suspeitas de traição, por exemplo) não alteraram os índices de IES. Ou seja: se você é um stalker, isso não tem nada a ver com o seu relacionamento com outras pessoas e sim com o seu modo de lidar com suas relações, sejam elas estáveis ou não.

Leia o estudo completo.

Insight Da Vinci: Se o assunto te interessa, nem precisa nos stalkear para ter mais informações. :) Neste artigo você pode descobrir outras informações, baseadas em estudos, sobre porque gastamos tanto tempo no Facebook. Adiantamos: no topo da lista não está “para cultivar nossos relacionamentos” e sim “porque estamos entediados”. E um outro artigo que fala sobre um estudo com pessoas que terminaram um relacionamento recentemente. 90% delas faziam “pesquisas” nos perfis dos exs nas redes sociais.

Faça seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>