• urban capa

Menos concreto, mais verde: propostas para transformar espaços em NY, Londres e San Francisco

A Promenade Plantée em Paris e mais recentemente o Parque High Line em Nova Iorque são exemplos mundiais de como uma estrutura urbana ultrapassada pode se transformar em um espaço urbano de convivência e qualidade de vida. A nova tendência no urbanismo é inspirada na “jardinagem de guerrilha” e, no caso dos dois lugares, foram usados trilhos de trem suspensos que estavam abandonados para enverdecer o ambiente, como explica o arquiteto e designer de jardins Thomas Heatherwick.

Este mês, os principais financiadores do High Line, a designer de moda Diane von Furstenberg e seu marido Barry Diller, anunciaram que planejam financiar mais um parque em um local caindo aos pedaços na metrópole estadunidense: o Píer 55 do rio Hudson.

O projeto de 170 milhões de dólares foi desenhado por Heatherwick em parceria com o paisagista Mathews Nielsen. Ele prevê uma plataforma suspensa por uma série de colunas interconectadas em diferentes alturas que formam uma montanha, projetadas para criar um santuário marinho e também servir como mais um projeto para proteger Manhattan de tempestades fortes. O espaço contará também com três locais para performances, que poderão acomodar eventos de música, dança, teatro e outras reuniões da comunidade.

Heatherwick, que projetou o Pier55 em NY, também está envolvido no planejamento de uma nova ponte em Londres: uma ponte-parque sobre o rio Tâmisa que irá colorir de verde mais uma parte da capital britânica. A ponte terá 175 metros de comprimento entre Temple e South Bank e está planejada para inauguração em 2018. A ideia é que a ponte seja um local que as pessoas visitem e passem um tempo, não apenas a ligação de uma margem à outra. É por isso que o projeto prevê uma ponte nova e não a reforma de uma das diversas conexões já bastante utilizadas.

San Francisco, do outro lado dos Estados Unidos, esvaziou este ano o seu estádio de beisebol e futebol americano Candlestick Park, construído em 1960. Hoje abandonado, o estúdio de design IwamotoScott propôs um projeto para transformá-lo em uma fazenda urbana hidropônica para produção de alimentos para a região, com um parque no terraço. Este projeto, ao contrário do de NY e Londres, ainda não tem financiamento nem apoio dentro da prefeitura da cidade.

Via 1, 2, 3

Imagens:

NY:

http://g.fastcompany.net/multisite_files/fastcompany/imagecache/inline-large/inline/2014/11/3038666-inline-i-2-thomas-heathwick-is-designing-a-170-copy.jpg

 

Londres: http://static.guim.co.uk/sys-images/Arts/Arts_/Pictures/2014/6/23/1403534300510/Thomas-Heatherwick-s-prop-011.jpg

San Fran: tirar as fotos daqui: http://www.iwamotoscott.com/filter/SPECULATIONS/SF-RE-Made

Faça seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>