• elefante

Laboratório do MIT desenvolve fibras de madeira, carbono e plástico que se montam sozinhos

O “Laboratório de automontagem” do MIT (em inglês: Self-Assembly Lab) reúne pesquisadores de diversas áreas na criação de materiais que, como diz o nome, modificam sua estrutura sozinhos para criar uma nova forma. O que é desenvolvido no laboratório não possui microprocessadores nem grandes chapas de metal – esses novos materiais podem ser vistos como robôs pré-programados. O que acontece é que eles reagem a mudanças no ambiente (como a umidade) e respondem a elas. O objetivo principal do laboratório é criar materiais robóticos, ou “robôs sem robótica”, em que os componentes se movam de acordo com o programado sem a necessidade de motores, sensores, baterias ou eletricidade.

Esse centro de tecnologia é dirigido por Skylar Tibbits, cientista do departamento de arquitetura do MIT. Sua equipe é realmente multidisciplinar - designers, engenheiros civis, cientistas da computação, engenheiros mecânicos e arquitetos trabalham juntos para desenvolver tecnologia automontável.

Entre as pesquisas desenvolvidas estão materiais programáveis desenhados para reagir a certas mudanças no ambiente (água, magnetismo ou pequena fonte de energia elétrica) e se transformar.

Eles já criaram fibras de carbono autotransformável, grãos de madeira dobráveis, compostos têxteis customizados e outros materiais feitos de borracha e plástico.

Veja como a “madeira programável” se move:

Outro conceito trabalhado pelo Self-Assembly Lab é o da impressão 4D, em que a 4ª dimensão é o tempo. Formas em 1 ou 2 dimensões se moldam em estruturas de 3 dimensões em segundos, com comportamento similar ao de robôs, só que sem os seus mecanismos eletro-mecânicos característicos. Veja como essa tirinha de material se transforma em um cubo tridimensional em segundos:

Esses materiais, ainda em testes, poderiam compor estruturas arquitetônicas, espaciais, automotivas e até móveis automontáveis, que cheguem na casa dos seus donos desmontados e se componham sozinhos após serem desempacotados. Isso sem precisar ligar na tomada ou recarregar a bateria.

Via

Faça seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>