• iheart01
  • iheart02
  • iheart03

Cuide da sua saúde ou então… game over!

Em 2010 Jane McGonigal mostrou como é possível criar uma realidade melhor para nosso mundo através dos games. Seu pensamento é claro e direto. Cita Malcom Gladwell, que em um de seus livros afirma serem 10 mil horas de treino em uma coisa qualquer suficientes para uma criança tornar-se um exímio praticante dessa mesma coisa. Em seguida, ela levanta uma questão: se pensarmos que muitas crianças somam facilmente essas milhares de horas em videogames, qual habilidade elas estão adquirindo? Jane conta como está utilizando isso a favor de um mundo melhor numa TED Talk que vale a pena ser vista. Um bom e prático exemplo dessa onda de gamification* é o novo jogo para iPhone que a Ayogo Games se prepara para lançar em parceria com o USC’s Center For Body Computing. I ❤ Jellyfish leva o jogador para o fundo do mar, onde ele dá vida a uma água-viva e controla suas pulsações luminosas através do próprio batimento cardíaco (automaticamente conectado ao jogo). As pulsações luminosas maiores atraem as criaturas mais próximas. Para evoluir no jogo é preciso comer as criaturas menores e evitar os predadores maiores. Um dos pontos altos é a possibilidade de configurar o game conforme à necessidade do público-alvo, crianças e adolescentes. Se eles precisam aprender a manter a frequência cardiaca mais baixa, serão recompensados sempre que atingirem esse objetivo e vice versa. Dessa forma, até cuidar de problemas de saúde pode se tornar prazeroso. Não é?

* Gamification é a tendência de uso dos mecanismos de jogos para resolver problemas reais e engajar a audiência.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Faça seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>