• Foto de Helliot
  • Foto de Helliot
  • Foto de Ricardo Lobato
  • Foto de Ricardo Lobato
  • Foto de Ricardo Lobato

Construindo um mundo mais gentil

Pequenas ações gentis podem tornar o mundo um lugar melhor. Essa é a proposta do Coletivo Gentileza, um grupo de três amigas da cidade de Belo Horizonte que acredita no poder transformador das microrevoluções.

Você bem conhece a realidade em que está inserido: a rotina das grandes cidades torna a vida de muitas pessoas extremamente exaustiva. Seja pelo peso do labor diário ou pelas incontáveis horas que se perde no trânsito, as pessoas têm vivido num ambiente muito competitivo e de tempo escaço, desfavorável à socialização e ao cuidado consigo mesmo. Mas é justamente entre uma lista sem fim de afazeres e os seus momentos de descanso, que essas três jovens criam tempo para pensar no nosso futuro. Sim, no nosso. Sonham com um mundo onde há convivência saudável entre os indivíduos, com um mundo onde as pessoas se preocupam com a manutenção do lugar onde se vive.

A proposta do Coletivo é a de realizar intervenções urbanas, divulgar informações e projetos que inspirem as pessoas a mudar sua visão de realidade, melhorar sua relação com o próximo e com a cidade. O lema delas é esse: “A mudança que a gente deseja pro mundo começa com as microrrevoluções “nossas” de cada dia!”

Em maio desse ano, aconteceu a 1ª Feira Grátis da Gratidão de Belo Horizonte e foi lá que Gabriela Reis, Lenise Regina e Thaís Gomes apresentaram o Coletivo Gentileza para a cidade. Inspiradas pela gentil ação do Sr. Ernani – morador do bairro Anchieta que deixa mudas na grade da sua casa a disposição da vizinhança –, tomaram a iniciativa de trocar “Mudas por Sonhos”. Para ganhar uma plantinha, cada pessoa deveria descrever a cidade na qual sonhava viver. O objetivo de vasculhar os desejos mais profundos das pessoas foi realizado e repercurte até hoje.

No Facebook, a ação “Fragmentos de um sonho coletivo” divulgou os desejos compartilhados aos cidadãos que não puderam comparecer à Feira. Essa ideia gerou uma outra ainda melhor: “Gentileza pra Baixar” na qual pessoas apoiam o Coletivo Gentileza ilustrando os sonhos e disponibilizando as imagens inspiradoras como fundos de tela para computadores, tablets e smartphones. No início, elas convidaram amigos ilustradores, mas logo as pessoas as procuraram para também participar.

No último sábado, 22 de junho, houve a 2ª Feira Grátis da Gratidão de BH e lá o Coletivo também marcou presença, com a ação “Frutificando Gentileza“. Na ocasião, bastava que alguém pegasse uma fruta e devolvesse as sementes.

Conversamos com essa gentil equipe e de agora em diante deixamos elas mesmas contarem um pouco mais sobre o Coletivo!

Quais ações no mundo inspiraram vocês a tomar essa iniciativa em Belo Horizonte e até aonde vocês se enxergam como precursoras, por terem organizado uma entidade determinada a mobilizar pessoas a construírem um mundo melhor por meio de ações gentis?
A vontade de colocar em prática a mudança que a gente deseja para o mundo. Acreditamos que não faz sentido esperar que o outro comece. É muito mais eficaz nós mesmos começarmos com o que está ao nosso alcance, mesmo que impacte apenas um pequeno grupo à nossa volta. Se mais pessoas fizerem isso, em algum tempo a mudança será generalizada. E acreditamos que se nós temos esse desejo, certamente há outras pessoas com a mesma vontade precisando de um incentivo para começar a agir!
Felizmente, temos visto muitas outras pessoas em diversas partes do Brasil e do mundo também colocando em prática ações como essas, mas cada um segundo suas crenças e motivações. Não somos as primeiras e esperamos também não sermos as últimas a se reunirem para fazer algo de bom pelo outro e pela cidade.

Como têm sido a resposta das pessoas às ações já feitas? Elas correspondem às suas expectativas? Surpreendem-se com o projeto?
A resposta das pessoas às nossas ações têm sido muito melhores do que imaginávamos! Quando criamos o Coletivo Gentileza e realizamos a primeira ação não pensamos muito em como seria a receptividade. Na verdade, estávamos fazendo aquilo também por nós mesmas. Foi um susto ver nossas 100 mudas acabarem em cerca de 2h de ação, sair em matéria na TV, receber o abraço carinhoso de tantas pessoas que abriram sua intimidade para nos contar seus sonhos e ainda ouvir alguém dizer que seu sonho era que a cidade tivesse mais pessoas como a gente.
Saímos da 1ª Feira da Gratidão tão extasiadas que nenhuma de nós conseguiu dormir e só conseguíamos falar nisso nas próximas semanas.

“A mudança que a gente deseja pro mundo começa com as microrrevoluções ‘nossas’ de cada dia!” Pelo lema do Coletivo, vocês acreditam num novo mundo, melhor porque as pessoas que o habitam querem ser melhores do que antes. Como vocês enxergam essa tendência entre as grandes empresas?
Temos visto muitas pessoas e empresas pensando nisso, sim. Certamente essa é uma tendência, já que as pessoas estão mais conscientes das marcas que escolhem consumir e buscam por experiências mais memoráveis e por marcas mais humanas e próximas. Estamos passando de uma fase de excesso para uma fase de consumo mais consciente. Empresas grandes e pequenas no mundo inteiro já perceberam isso e estão dialogando com um público que valoriza os atos altruístas.

E, para finalizar, qual a visão de futuro para o Coletivo Gentileza?
Começamos de maneira completamente despretensiosa, sem pensar aonde chegar. Nosso maior objetivo é realizar coisas que sempre tivemos vontade de fazer pelo outro e pela cidade, principalmente em BH, já que somos daqui e a conhecemos bem. Com o tempo, certamente, nossas ações ficarão melhor estruturadas: aprenderemos no caminho, mais pessoas nos apoiarão e, quem sabe, até algumas instituições. Não descartamos a possibilidade de um dia virarmos uma instituição, mas esse não é nosso foco agora. O que queremos nesse momento é realmente realizar a mudança que desejamos ver no mundo. E se alguém ou alguma empresa acreditar no mesmo que a gente e quiser a nossa ajuda, estamos à disposição!

Gostou da ideia? Acompanhe os demais perfis do Coletivo Gentileza!
Instagram | Pinterest | GrooveShark

Faça seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>